Agenda sua consulta (66) 98447-7156

Cirurgias

Cirurgia do ronco

Ronco é um ruído produzido pela vibração dos tecidos da via aérea superior a partir da passagem do ar. Pode ocorre durante a inspiração e a expiração. Durante a noite ocorre um processo de relaxamento dos tecidos da via aérea por diminuição do tônus muscular, fato que justifica a predominância do ronco durante o sono. Outros fatores que podem ser implicados na gênese do ronco como excesso de tecidos da faringe e fatores obstrutivos como aumento de amigdalas e adenoides, desvio do septo, hipertrofia das conchas nasais, entre outros.

O ronco pode ser apenas o ruído (ronco primário), ou pode estar associado a Síndrome da Apnéia do Sono. Nesta síndrome existem episódios de parada respiratória que ocasionam baixa oxigenação do sangue, aumento da pressão arterial e alterações metabólicas. O sono não é reparador, ou seja, não gera descanso, o que pode ocasionar sonolência diurna (no caso das crianças agitação excessiva), dificuldade de atenção, concentração e memória, baixo rendimento na escola ou no trabalho.

A síndrome da apnéia do sono precisa de diagnóstico preciso e tratamento para evitar suas complicações. O tratamento inclui hábitos de higiene do sono, em alguns casos uso de aparelhos de pressão positiva (CPAP), e em outros cirurgia.

A cirurgia do ronco é planejada a partir de um diagnóstico preciso do local de obstrução.

Entre as cirurgias utilizadas estão:

  • Cirurgia da adenoide e das amígdalas – são principalmente indicadas para crianças que tem aumento desses tecidos e com isso obstrução da via aérea
  • Cirurgia de septoplastia e turbinectomia – tem o objetivo de reduzir a obstrução do nariz, reduzindo o esforço respiratório e a vibração dos tecidos da via aérea.
  • Uvalopalatofaringoplastia – reduzem o excesso de tecido do palato mole, reduzindo sua vibração durante a respiração.
Compartilhe no WhatsApp