Agenda sua consulta (66) 98447-7156

Blog

Novembro azul – mês de conscientização e prevenção contra o câncer de próstata

Virou o mês, mudou a cor.. Mas a luta contra o câncer continua!

Novembro é o mês de conscientização e prevenção ao câncer de próstata. Apesar de comum, por medo ou desconhecimento, o número de homens falando sobre o assunto ainda é pouco significativo.

Vamos começar com alguns dados?

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), o câncer de próstata é o segundo que mais acomete homens em todo o mundo, sendo o primeiro o câncer de pele tipo não melanoma.

E tem mais: em valores ABSOLUTOS, ou seja, considerando tanto homens como mulheres, o câncer de próstata segue como o segundo tumor mais frequente a nível mundial, novamente atrás do câncer de pele.

O INCA estimou uma média de 68 mil novos casos da doença apenas no Brasil para 2019. Isso representa um risco de 66 novos casos a cada 100 mil homens. Ainda em território nacional, estima-se que um homem morre a cada 38 minutos em decorrência do tumor de próstata.

Apesar disso, o número de brasileiros que nunca se consultou com um urologista é expressivo: de quase 50%. Realmente, é hora de falar sobre o assunto.

Sobre o câncer de próstata

O tumor de próstata acomete, principalmente, homens com idade superior a 50 anos. Estima-se, inclusive, que a cada 10 homens diagnosticados com a doença, nove deles possuem mais de 55 anos.

Diante disso, o acompanhamento urológico, que visa a prevenção e o diagnóstico precoce da doença, deve ser iniciado aos 50 anos. No entanto, de acordo com o Ministério da Saúde, homens com fatores de risco associados devem iniciá-lo antes, aos 45.

Que fatores de risco são esses?

  • Histórico de câncer de próstata em familiares de primeiro grau (como pai, irmão, tio ou filho);
  • Obesidade, sedentarismo e má alimentação;
  • Fumo e consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Raça (as estatísticas apontam que homens negros estão mais susceptíveis ao desenvolvimento da doença).

O câncer de próstata apresenta sintomas?

Aí é que está o maior problema associado ao câncer de próstata – ele muito raramente apresenta sintomas em sua fase inicial, quando as chances de cura no tratamento são elevadas.

Hoje, segundo o Ministério da Saúde, algo com 95% dos tumores de próstata são diagnosticados no Brasil apenas em estágio avançado, o que dificulta a cura.

Os sintomas mais comuns são:

  • Vontade constante de urinar, que pode se manifestar de dia ou de noite;
  • Dificuldade e/ou dor para urinar;
  • Presença de sangue no sêmen ou na urina;
  • Dores nos ossos.

Em casos mais graves, o paciente pode manifestar ainda insuficiência renal ou infecção generalizada.

No entanto, uma característica “positiva” do tumor de próstata é que quase sempre ele se desenvolve lentamente. Por isso, a visita anual ao médico urologista após a idade recomendada (45 ou 50 anos, a depender do perfil), é suficiente para que as chances de diagnóstico precoce e cura sejam maiores.

Em novembro, convido os homens a se conscientizarem sobre essa causa. O câncer de próstata não é brincadeira e é nosso dever acabar com o medo e com a desinformação associada à doença. Lembrem-se ainda: o tumor de próstata só manifesta claros sinais quando já em estágio mais avançado, dificultando a cura.

 

Dr. Henrique Garchet

Otorrinolaringologista

 

Voltar

 

Compartilhe no WhatsApp