Agenda sua consulta (66) 98447-7156

Blog

Tosse – causas, sintomas e recomendações para aliviá-la

Acima da laringe está localizada a epiglote, que atua como uma “tampa” para evitar a comunicação entre os aparelhos digestivo e respiratório. Quando bebemos água, a tampa se fecha, o líquido percorre o esôfago e chega até o estômago. No entanto, se a epiglote por ventura estiver aberta, a água entra no sistema respiratório – e provoca a tão famosa, TOSSE.

A tosse também é provocada sempre que um processo infeccioso, inflamatório ou alérgico se manifesta no corpo e, consequentemente, acumulamos muco nos bronquíolos, brônquios e pulmões para evitar o comprometimento da respiração.

Sendo assim, a tosse nada mais é do que uma resposta natural do organismo para “poupar” o sistema respiratório de lidar com componentes estranhos, muco ou partículas absorvidas durante o processo de respiração.

Causas da tosse

A tosse pode representar um sintoma para os mais variados tipos de doenças, de um simples resfriado a um câncer de pulmão. Por isso, quando persistente, é necessário investigar sua causa, marcando uma consulta com um médico especialista, o otorrinolaringologista.

São suas principais causas:

  • Asma
  • Bronquite crônica
  • Refluxo gastroesofágico
  • Sinusite (especialmente em crianças)
  • Uso de medicamentos para controle de hipertensão
  • Síndrome do gotejamento pós-nasal
  • Infecções respiratórias como um todo.

O fumo também é uma causa bem expressiva para a tosse, uma vez que aumenta a produção de muco pelos brônquios, irrita química e fisicamente as mucosas e ainda destrói os cílios que cobrem internamente os brônquios, facilitando o acúmulo de impurezas nas vias aéreas.

Sintomas que acompanham a tosse

Sintomas associados à tosse costumam ser fundamentais para esclarecimento de qual a causa para a condição. São alguns exemplos deles:

  • Coriza, ou seja, secreção nasal;
  • Falta de ar ou chiado no peito;
  • Sensação de que há secreção vinda do fundo da garganta;
  • Gosto de amargo na boca;
  • Queimação estomacal;
  • Tosse acompanhada de sangue (sintoma mais raro e que exige investigação urgente).

O que fazer em casos de tosse?

Para aliviar os sintomas, são algumas recomendações:

  • Beber muita água. A água melhora a movimentação do muco na camada de cílios dos brônquios, por isso, é o melhor antitussígeno que existe;
  • Manter o pescoço elevado durante a noite – seja levantando a cabeceira ou usando mais travesseiros;
  • Ficar apenas em ambientes bem arejados;
  • As bebidas quentes são as mais indicadas durante a tosse, uma vez que trazem alívio quase que instantâneo para os sintomas. São alguns exemplos os chás de mel e limão, erva cidreira ou doce, camomila, hortelã e outros. Já as bebidas com alto teor de cafeína, como café e chá mate, devem ser evitadas no período;
  • Aumentar a umidade do ar do quarto – seja por meio de vaporizadores ou de umidificadores. Tomar banhos quentes, para respirar vapor, também ajuda bastante;
  • Não se automedicar. Se a tosse persistir por mais de duas semanas, procure um médico otorrino para diagnóstico e posterior tratamento da condição.

 

Voltar

 

Compartilhe no WhatsApp